Dica de Aplicativo: Boa Forma

Vocês lembram no começo do ano que fiz um post sobre a agenda da Boa Forma que comprei? Não? É só clicar aqui para ler. Confesso que não uso a agenda todos os dias, com a correria diária fica difícil carrega-lá para lá e para cá e o tempo é curto para escrever o passo a passo do dia, mas mesmo não sendo diariamente ela tem me ajudado muito.

Demorei muito tempo mas este mês descobri que existe um aplicativo na Apple Store com o mesmo objetivo da agenda: ajudar você a controlar suas calorias diárias, estabelecer metas e anotar exatamente tudo que você come. Eu particularmente achei mágico e não desgrudo mais dele! Termino de comer qualquer coisinha, pode ser uma bala e já pego o celular para anotar. E o melhor de tudo isso? O aplicativo é totalmente grátis! Sorry meninas, não sabia da existência dele antes de comprar a agenda!

Para usa-lo é super fácil! Basta baixar na loja (ele é gratuito) e fazer o seu cadastro. Neste cadastro inicial você pode colocar sua meta, ou seja, o seu peso atual e o peso que você quer chegar e a meta para chegar nele. Com isso ele calcula o máximo permitido de calorias diárias para você alcançar a sua meta no tempo estipulado.

No dia a dia você terá que marcar todas as suas refeições e horários, existem campos para isso como: Café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche, ceia e etc. Com isso ele contabiliza todas as calorias de cada item consumido. Para os fãs de fotinhos, o legal é que você pode tirar foto do seu prato! Eu acho isso de tirar foto um item crucial para termos total controle do que estamos comendo.

Além dos alimentos que você consome, existe um espaço para você marcar a quantidade de água que está ingerindo, outro ponto ótimo neste caso para quem bebe pouca água. E junto com todas as funcionalidades, claro que existe também o controle dos exercícios diários praticados por vocês, divididos em categorias e intensidade (leve, moderado, forte e muito forte).

Simplesmente estou achando o máximo este aplicativo. Ele possui gráficos que controlam a sua meta e também tem um sisteminha de badges, você ganha “medalhas”, como aquelas do Foursquare de acordo com a sua disciplina alimentar.

E aí, animaram para testar?

Claro que nem preciso falar né? Para emagrecer com saúde é totalmente necessário fazer exercícios físicos. Eu por muito tempo relutei, invetei desculpas, mas no fundo no fundo aquela velha frase é verdade “quem quer FAZ, quem não quer, ARRUMA UMA DESCULPA”. E hoje em dia mudei completamente meus hábitos alimentares e comecei a praticar exercícios regularmente. Quem me conhece nesme momento deve estar pensando “não acredito!”. Mas é verdade! Antes tarde do que nunca!

Um ótimo final de semana a todos. o/

 

 

Diário da Dieta – tá indo!

Oi, gente! Voltei mais magra! =P

Conforme escrevi aqui há um mês, eu me propus a começar uma dieta porque estava cansada dessa vida de ser gordinha (quem nunca?). Por isso, estou voltando aqui para compartilhar com vocês o que aconteceu na minha vida no último mês e, quem sabe, inspirá-las/ajudá-las com suas respectivas dietas.

Pois bem, estou com 69,1 quilos (ou melhor, estava com isso na quinta-feira, quando subi na balança – espero que o final de semana não tenha contribuido para mudar isso para MAIS, rs). Foi um mês difícil e com deslizes (vários). Mas tá valendo tanto a pena que agora estou AINDA mais motivada a continuar a dieta. Tanto, que mudei a meta e agora quero chegar nos 65 quilos. Se antes isso parecia impossível, agora eu tenho certeza de que vou chegar lá! Vou explicar porque acho isso.

1ª semana: não foi tão difícil quanto eu imaginava, mas de cara saquei que fazer a dieta Dunkan ia ser impossível. Eu AMO carne, ovos e etc, mas ficar sem comer fruta e salada não rola. Então, resolvi fazer uma adaptação de proteínas e vegetais/frutas e pesar a mão mesmo no carboidrato. Escorregadas: comi um bombom ouro branco todos os dias depois do almoço. E tomei cerveja no final de semana normal. Mesmo assim, perdi 1,5 quilos e achei incrível.

2ª semana: a pior de todas. Sentia-me fraca, cansada, sem concentração, irritada com tudo. Minha vontade era de sumir do planeta e detonar muita porcaria. Foi o que acabou acontecendo no domingo dessa semana. Tomei cerveja a tarde inteira com minhas amigas comendo chocolada (barra grande) e salgadinho torcida. Tudo o que eu não podia, né? Mesmo assim, ainda consegui eliminar mais 0,7 quilos, o que me fez prosseguir na dieta.

3ª semana: comecei a acostumar. Já não sentia mais fome com meu prato de salada + carne no almoço. Comer várias vezes ao dia me ajudou muito também. E comecei a perceber que eu era capaz de viver sem comer pão diariamente. Polenguinho no lanche salvou muito meu estômago. E comecei a comer mastigando mais devagar. Deslizes: aquele bombom pós almoço e umas batatas que comi um dia que sai pra jantar com o namorado (não dava pra ser a DESAGRADÁVEL com o lindo e ficar só comendo folha, né?). Resultado: menos 1,1 quilos.

4º semana: Semana passada aconteceu uma coisa estranha: eu comecei a deixar comida no prato. Eu enchia o prato de alface e, de repente, percebi que não percisava comer mais tudo aquilo. E passei a sentir cada vez menos fome à noite (jantei um actívia zero em três delas). Acho que me corpo passou a se acostumar a comer menos e isso ficou muito claro esse final de semana. Sábado e domingo, resolvi relaxar um pouco a dieta e comi Doritos a noite, vendo filme. Percebi como mudei minhas forma de comer. Eu peguei um doritos por vez (normalmente, eu encheria a minha mão e enfiaria vários na boca). E mastiguei bem lentamente pra fazê-los durar mais. Tenho certeza que não ingeri mais que 300 calorias, o que é bastante coisa, mas estava ok, já que tinha almoçado salada de alface com palmito e sardinha, três coisas super light. Ontem também me dei de presente comer um pouco de doce de leite (light), que não deve ter dado mais que 200 calorias também (também é muita coisa, mas final de semana eu não consigo ser tão rígida).

Agora começa a etapa dois: dieta + malhação. Eu queria começar a ir pra academia só depois que chegasse aos 65, pra usar a academia para manter, não para perder peso. Só que percebi que isso poderia ser um tiro no pé, já que quando você malha, troca gordura por massa magra e seu peso aumenta. Talvez isso pudesse me desmotivar e, portanto, resolvi encarar desde já a malhação. Assim como a dieta, eu não pretendo ser radical e ir pra academia 7x por semana – entre 2 e 4 tá de bom tamanho, até porque não quero virar modelo, só quero ficar mais magra e sem pelancas.

No final do mês, conto para vocês se consegui chegar aos 65 quilos ou não. Provavelmente não, porque agora você já começa a emagrecer mais lentamente, mas ok – minha meta é até 25 de maio e, até lá, ainda tem quase dois meses e ai dá pra chegar tranquilo. Até porque eu finalmente aprendi aquilo que toda nutricionista diz: que sabendo comer direito, dá pra comer de tudo. Eu, no geral, não sofri: estou aprendendo a me saciar com menos comida.

Então, vamos que vamos (comer menos)! :)